Cedae é multada em mais de R$ 1 milhão por falta de água

A Agência Reguladora de Energia e Saneamento (Agenersa) decidiu aplicar multa de R$ 1,35 milhão à Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos), por conta do problema na Elevatória do Lameirão. A falha técnica tem trazido problemas de abastecimento de água para diversos bairros das zonas Norte e Oeste do Rio e para municípios da Baixada Fluminense desde o dia 15 de novembro.

Segundo a Agenersa, houve “flagrante ausência de manutenção preventiva dos equipamentos que guarnecem a estação”, configurando falha na prestação do serviço público. A decisão saiu após pareceres técnico e jurídico da agência. Como o processo ainda está aberto, outras sanções podem ser aplicadas à Cedae.

A falha na Elevatória do Lameirão levou a Cedae a reduzir sua capacidade a 75% no último dia 15, quando começaram os reparos. Desde então, moradores da Zona Oeste e da Zona Norte do Rio e de municípios da Baixada, como Japeri e Belford Roxo, têm convivido com falta d’água e, em alguns casos, a água chegou barrenta.

A Cedae passou a divulgar diariamente um mapa no endereço www.cedae.com.br/economizeagua com as regiões potencialmente afetadas com desabastecimento. O prazo dado pela companhia para resolução do problema vai até o dia 20 dezembro.