Quadrilha errou cofre e não levou nada em assalto à agência do Banco do Brasil no Pará

A quadrilha que promoveu pânico nesta madrugada (02), no município de Cametá, no Pará, acabou ficando sem nada depois de explodir o cofre errado de uma agência do Banco do Brasil. A ação foi semelhante ao assalto promovido em Criciúma/SC, ontem (1º), mas o final foi diferente.

Se o governador de Santa Catarina lamentou o sucesso da quadrilha no Sul, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), informou que o bando que promoveu ataques na cidade de Cametá, no estado, saiu de mãos abanando, após errar o cofre:

"A quadrilha não obteve êxito. No momento da incursão interna, a quadrilha acabou errando o cofre e não levando nenhum valor da agência bancária" – revelou Barbalho.

Ação de “Novo Cangaço”

As ações no Pará foram muito semelhantes ao que aconteceu em Criciúma, no que se tem chamado de “Novo Cangaço”. Criminosos realizam ataques em diferentes pontos da cidade, inclusive a quarteis da Polícia Militar, bloqueios de ruas com reféns e disparos para o alto. O objetivo é impedir que a polícia atue pare combater o assalto a uma ou mais agências bancárias. Nos dois últimos casos os alvos foram agências do Banco do Brasil.