Um dia após ser jogado do altar por uma mulher, o padre Marcelo Rossi disse que Bíblia e oração são o melhor BO em um trocadilho sobre o boletim de ocorrência que não quis fazer contra a agressora.



O caso está sendo investigado pela Polícia Civil como lesão corporal, a partir de uma representação da Canção Nova, organizadora do evento em que o ataque ocorreu, na tarde de domingo (14) no interior de São Paulo.



Em vídeo no YouTube, o religioso ainda afirma que foi um "milagre" não ter se ferido na queda. Ele foi empurrado de uma altura de 1,80 metro e teve apenas escoriações. Segundo a Polícia Civil, a mulher prestou depoimento, apresentava quadro de confusão mental e alegou sofrer de transtorno bipolar.



Ela veio do Rio de Janeiro para o evento em uma caravana organizada por ela, acompanhada do filho de dois anos. Após o registro, ela foi abordada pela imprensa e, ao ser questionada sobre o motivo da agressão, informou que isso era entre ela e o padre. “Isso é entre ele e eu, ele e eu”.