Criciúma sitiada: 30 bandidos promovem madrugada de terror em cidade catarinense

A polícia já localizou os veículos usados por cerca de 30 criminosos fortemente armados que tomaram conta das ruas da área central de Criciúma, no sul de Santa Catarina, no começo da madrugada desta terça-feira (1°). Tiros foram ouvidos por mais de uma hora pelos moradores. Os criminosos atacaram bancos e fizeram reféns. O alvo era uma agência do Banco do Brasil. Na fuga, os bandidos largaram sacolas com cerca de 300 mil reais na rua. O valor roubado ainda não foi divulgado.

Segundo o prefeito Clésio Salvaro, os bandidos estavam posicionados em diversos pontos da cidade e divididos em 10 carros.

"Um ataque, uma operação muito bem planejada pelos bandidos. Estão em vários pontos da cidade. Também tentaram obstruir a BR-101, no túnel de Tubarão", disse o prefeito no começo da madrugada.

A Polícia Militar de Criciúma informou que duas pessoas ficaram feridas no ataque, sendo uma delas um soldado da corporação. Ele passou por cirurgia e o estado de saúde dele ainda inspira cuidados. O outro ferido seria um segurança.

De acordo com o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, do 9° Batalhão da Polícia Militar, bancos do centro da cidade foram invadidos. O ataque teve fim por volta das 2h.

Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Batalhão de Operações Policiais Especiais de Santa Catarina estão envolvidos na operação para capturar os bandidos. Também foi solicitado o apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Rio Grande do Sul e do Batalhão de Choque da Brigada Militar. A ação já localizou os 10 carros usados na ação. Os veículos são de alto valor e foram deixados em um milharal.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram criminosos armados, pessoas sem camisetas sentadas na faixa de pedestre, como se fossem reféns, carros escuros saindo da cidade e, depois, diversas notas de dinheiro espalhadas pelas ruas de Criciúma — e pessoas recolhendo as cédulas.

Quatro pessoas foram detidas por suspeita de recolherem o dinheiro na rua. Com elas, foram encontrados R$ 810 mil.