Flordelis desmente automutilação de filha adotiva

A deputada federal Flordelis dos Santos usou o Facebook na noite de domingo para comentar a denúncia de que uma de suas filhas adotivas teria praticado automutilação. O fato veio à tona durante audiência na sexta-feira (27) no processo no qual a parlamentar é acusada de ser mandante da morte do pastor Anderson do Carmo.

No vídeo, Flordelis voltou a negar todas as acusações. "Me mantive calada por muito tempo por conta do processo da morte de meu marido estar em sigilo de justiça", começa o post, explicando que ela vai mostrar "o outro lado dessa história", em que diz ter aguentado "muitas calúnias calada", sem se manifestar para "não atrapalhar as investigações".

Na mesma publicação, Flordelis compartilhou um vídeo e explica tê-lo gravado na véspera, quando teria ido visitar sua filha no hospital. A deputada diz ainda que a adolescente foi internada para "tratar de problemas emocionais causados por mentiras" contra sua família. Flordelis também se diz alvo de "injustiças e acusações sem provas".

"Venho aqui dizer que não vou admitir que meus filhos sejam atingidos mais, pra desabafar a minha dor e indignação com tantas declarações infundadas que além de manchar a minha reputação, só afastam a justiça de descobrir a verdade sobre os fatos. Não vou mais ficar de braços cruzados sendo acusada do que não fiz e vendo os meus filhos sofrerem. Agradeço as mensagens de carinhos dos que estão ao meu lado e peço que continuem orando por mim, pois a verdade vai vencer!", completa.

Na audiência de sexta, um dos filhos de Flordelis também a acusou de realizar rituais dentro da própria casa.



Confira aqui os detalhes.