Covid-19: segunda onda desacelera no Reino Unido

A segunda onda de covid-19 no Reino Unido está desacelerando levemente, e se estima que a taxa de transmissão "R" esteja abaixo de 1, o que mostra o impacto do segundo lockdown nacional da Inglaterra na diminuição das infecções, disseram especialistas do governo na sexta-feira (27).

O número de infecções novas está encolhendo entre 0% e 2% a cada dia, informou o Escritório Governamental de Ciência britânico -- o informe da semana passada estimou que ele estava aumentando entre 0% e 2%.

A taxa R foi estimada entre 0,9 e 1, o que significa que cada 10 pessoas infectadas contaminarão entre 9 e 10 pessoas, menos do que a faixa de 1,0-1,1 da semana passada. Cientistas do governo disseram que as estimativas se baseiam nos dados mais atualizados até 24 de novembro, mas essa defasagem significa que o impacto das restrições adotadas na Inglaterra no dia 5 de novembro só começa a ser visto e ainda não pode ser avaliado plenamente.

"As estimativas R para a Inglaterra podem continuar a diminuir no futuro, e podem já estar abaixo de 1 em todas as regiões", disse o Escritório Governamental de Ciência em um comunicado.

O lockdown nacional termina na quarta-feira, e será substituído por um sistema regional de restrições escalonadas. Um terço da Inglaterra está sujeito às limitações mais rígidas contra a covid, e no geral o esquema está mais rigoroso, já que o sistema escalonado antigo não manteve as taxas de infecção baixas e levou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a anunciar o lockdown nacional mais recente em 31 de outubro.

 



*Agência Brasil