Devemos orar por nossas autoridades As pessoas hoje são guiadas muito por ideologia. Algumas pensam: “Ah, eu sou uma pessoa de esquerda, então eu vou morrer sendo uma pessoa de esquerda”. Outras dizem: “Eu sou uma pessoa de direita”. E a gente acaba sendo tipo torcedor de time de futebol. A gente às vezes não tenta ver aquilo que precisamos fazer, que tipo de postura tomar.

Eu quero lançar um desafio a você que está lendo este artigo agora. Você pode não concordar com a cabeça do seu governador, do seu prefeito, do presidente da República, mas a Bíblia fala para aqueles que são seguidores de Jesus, espero que seja o seu caso, que nós devemos orar pelas nossas autoridades.

É isso mesmo você! Se você é de esquerda, também tem que orar pelo Bolsonaro. Você tem que orar pelo Governador, pelo prefeito... por todas as autoridades.

E Paulo, quando escreveu isso em Romanos 13, o povo Judeu vivia sobre a questão dos Romanos. Então essa questão de autoridade era muito mais difícil, porque as coisas eram impostas, eles eram obrigados a servir, pagar impostos pesados.

E aí Paulo, naquela época, disse que nós devemos não somente respeitar, mas orar pelas autoridades. Interessante que a gente quer que autoridade providencie ou provisione todas as coisas para nós, mas nós colocamos ela de lado em nossas orações.

Eu convoco você a agora orar pelas autoridades, independentemente se você concorda ou não. Em 2Crônicas 7 diz: “Se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, Ele dos Altos céus vai ouvir a nossa oração e vai curar a nossa nação”. Isso engloba você orar pelas pessoas que estão na liderança. É o Senhor quem bota, é o Senhor quem tira.

Tancredo Neves venceu uma eleição para presidente, mas não assumiu porque morreu antes. Collor foi o primeiro presidente pela eleição direta, mas ele sofreu impeachment. Dilma ganhou, mas também foi impedida de continuar no cargo.

É assim que funciona. A gente precisa aprender a confiar em Deus e saber que Ele tem o domínio sobre todas as coisas. Que tal a gente orar pelas nossas autoridades? Você pode não gostar, mas o nosso papel é pedir que Deus os ajude a governar.

s