Igrejas nos EUA oferecem sustento e apoio em meio a pandemia

O aumento de casos de Covid-19 nos Estados Unidos já está prejudicando as reuniões familiares e religiosas de fim de ano. Mas nem por isso as igrejas e seus ministérios se omitiram durante esses tempos sem precedentes. Pelo contrário, estão mais presentes do que nunca na vida daqueles que precisam.

A experiência em ajudar as pessoas a lidar com tragédias e desastres permite que a comunidade de fé ganhe confiança, reduza o medo e espalhe a esperança onde é mais necessária.
 
À medida que as restrições aumentam novamente em todo o país, as igrejas se mostram ainda mais criativas para garantir uma adoração significativa e, ao mesmo tempo, encorajar a esperança e a comunhão em meio a uma pandemia implacável.


As interações sociais e espirituais são limitadas não por escolha, mas em muitos casos por lei.  
 


"A igreja é frequentemente o lugar onde as pessoas procuram primeiro quando estão em crise em busca de ajuda. Assim, uma das coisas imediatas que as igrejas podem fazer seria fornecer aconselhamento ou outros tipos de serviço de apoio", disse o Dr. Stephen Grcevich, psiquiatra e fundador do Key Ministry, ao CBN News.
 


Earnest Clover, do Dream Center de DC, diz que seguir essa direção divina significa apoiar-se na fé. 
 


"Acredito que o Senhor está nos chamando para sair do barco como Pedro", disse ele. "Não sei onde está o outro lado. Não sei o quão forte a tempestade vai ficar."
 
Com a bênção de sua equipe, Clover e o Dream Center têm apoiado a comunidade, eliminando temporariamente outros programas comunitários para se concentrar em alimentos e outros suprimentos para ajudar os necessitados.



Se a sua igreja aqui no Brasil também tem sido luz em dias de aflição, conta pra gente. Escreva para: jornalismo@melodia.com.br

 



Eles relatam que a fome das pessoas vai além da comida.

"As estruturas da sociedade foram totalmente abaladas até seus alicerces", disse Clover. 
 


"Mesmo quando não estamos distribuindo itens, eles só querem conversar, querem apenas uma conexão humana", disse Iris Lamberson, uma funcionária.
  


Como o governo e o sistema de saúde lidam com áreas como testes, máscaras e distanciamento social, Grcevich diz que os ministérios desempenham um papel essencial na abordagem do isolamento social sem precedentes sentido por tantos.  
 


"Ser capaz de oferecer às pessoas a esperança que temos em Jesus Cristo, e ser capaz de oferecer oportunidades de conexão às pessoas. Nós, como igreja, estamos em uma posição única para poder cuidar delas e oferecer conexão e esperança", disse Grcevich.