Marido que agrediu cantora gospel em shopping do Rio está foragido

O cantor gospel Juninho Black revelou que sua irmã, a também cantora Quesia Freitas, sofre há mais de um ano com as agressões praticadas pelo marido, Bruno Feital. O caso se tornou público no último fim de semana, quando um vídeo em que Bruno agride Quesia em um shopping do Rio de Janeiro passou a circular nas redes sociais.



As imagens mostram homens que passavam pelo local parando o agressor, enquanto uma mulher que filmava a violência pedia para ele soltar Quesia.



O vídeo foi publicado por Juninho Black, que pediu ajuda para dar visibilidade ao caso.



“Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O AGRESSOR é o atual marido dela brunofeitaloficial que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação", escreveu ele.



Na publicação, o músico chega a dizer que perdoou o cunhado por várias vezes, mas que agora está decidido a impedir que sua irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Juninho revelou que tem outros vídeos em que Bruno agride Quesia em público e lamentou o fato de as autoridades ainda não terem tomado uma atitude.



“Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia. A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e, infelizmente, dessa vez está acontecendo com minha irmã”, desabafou.



Bruno está foragido. O cantor pediu ajuda ao público para que a foto do agressor seja amplamente compartilhada e, assim, a polícia possa localiza-lo.



“Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça", pediu.



Segundo Juninho, três advogados estão cuidando do caso e Quesia conseguiu uma medida protetiva para proibir o agora ex-marido de chegar perto dela. 



A cantora está em um retiro espiritual em São Paulo. Na manhã desta quarta-feira (25), Quesia usou seu Stories no Instagram para agradecer as mensagens de apoio que recebeu após relatar a agressão. 



"Estou lendo tudo e agradeço a cada um, conto com as orações de vocês. Vou ficar sem celular e sei que vai ser uma bênção esses dias. Quando eu voltar eu conto tudo, Deus vai falar muito comigo".



Em seguida, a cantora gospel publicou uma imagem com a frase: "Não é acidente. 25 de novembro, dia internacional da luta contra a violência à mulher".