Rio de Janeiro terá testagem em massa em ação contra o coronavírus O governador do Rio de Janeiro em exercício, Cláudio Castro, anunciou nesta terça-feira (24) que o estado vai criar métodos de testagem em massa para combater o aumento dos números de mortes e casos de Covid-19. Ele descartou fechar os estabelecimentos e disse que vai intensificar a fiscalização.

"Não podemos ser irresponsáveis de taxar o Rio como vítima de uma segunda onda. Tivemos, ainda, as eleições municipais, que podem ter sido preponderantes para o aumento dos números", disse.

Apesar do anúncio, Castro descartou que o Rio de Janeiro esteja vivendo uma segunda onda de Covid-19 e prometeu que as fiscalizações contra quem descumprir as medidas sanitárias serão mais rígidas.

Ele prometeu anunciar, ainda esta semana, quais serão os locais que vão receber postos de diagnóstico precoce da doença, com exames de PCR e imagem. As medidas serão válidas por 15 dias.

Castro também anunciou que serão disponibilizados mais 400 leitos na rede pública do Rio para pacientes infectados com o novo coronavírus.