Mulher empurra padre Marcelo Rossi durante missa

O padre Marcelo Rossi foi empurrado por uma mulher durante uma missa em Cachoeira Paulista neste domingo (14). A mulher furou a segurança, invadiu o palco durante a celebração que acontecia na Canção Nova e empurrou o padre de cima da estrutura. Apesar da queda, ele não ficou ferido e a mulher foi contida pela Polícia Militar.



O fato serve de alerta a pessoas que se apresentam para grandes públicos como cantores e pastores.



O padre estava no local para a missa de encerramento do acampamento ‘Por Hoje Não’ (PHN). Por volta das 14h50 a mulher, que participava do evento, conseguiu furar a segurança, invadiu o palco por trás e empurrou o padre. No momento, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração.



O presidente Jair Bolsonaro se solidarizou com o religioso.



“Toda nossa solidariedade ao padre Marcelo Rossi. Deus, olhe pelo nosso Brasil”, disse.



Apesar da queda, o padre voltou ao palco minutos depois e continuou a celebração. De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi encaminhada para a delegacia de Lorena para o registro do caso.



A PM informou que a ocorrência está sendo feita pela Canção Nova porque o padre Marcelo Rossi decidiu não registrar a agressão.



A polícia informou que a mulher tem 40 anos e fazia parte de um grupo que veio do Rio de Janeiro para o evento.



Os acompanhantes disseram à PM que ela sofre de transtornos mentais. Em nota, a Canção Nova informou que lamenta o incidente e informou que ele foi atendido pela equipe médica do evento e, após ser liberado, seguiu com a celebração até o fim.



Em um vídeo divulgado após a agressão, o Padre Marcelo Rossi disse: “Maria passou na frente, pisou na cabeça da serpente, estou ótimo”, disse. “Fiquem tranquilos, só umas dorzinhas, não quebrou nada”, acrescentou.



Uma versão distorcida do que diz Romanos 16.20:



“E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco.”



VEJA O VÍDEO: