Bolsonaro e Putin acertam liberação de Robson Oliveira, preso há quase 2 anos na Rússia

Segundo informações da revista Época, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o russo, Vladimir Putin, entraram em um acordo pela liberação de Robson Oliveira, motorista brasileiro preso na Rússia há um ano e oito meses.

Robson trabalhava para o jogador de futebol Fernando, que já atuou pela seleção brasileira e jogava em um clube russo. Ele foi preso por tráfico, no início de 2019, após entrar na Rússia com uma mala com medicamentos proibidos no país. A mala era destinada ao sogro de Fernando, e Robson alega que não tinha conhecimento do conteúdo.

O jogador, na época da prisão, atestou a inocência de Robson, mas a defesa do motorista afirma que nem Fernando nem Willian, seu sogro, se esforçaram em defender o acusado, por medo de que o caso se direcionasse a Willian. Atualmente, Robson está preso na Rússia, enquanto Fernando joga futebol na China.

Mas, segundo informação da Época, Robson pode estar mais perto de reencontrar a liberdade, depois que Bolsonaro interviu pessoalmente no caso por meio de uma carta enviada a Putin, entregue pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), e pela secretária de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia do Ministério das Relações Exteriores, Márcia Donner Abreu. Segundo a publicação, o presidente russo sinalizou com a liberação de Robson.

Desde o ano passado, o caso repercute nas redes sociais, com manifestações pedindo #JustiçaPorRobson. Parlamentares brasileiros também se engajaram na campanha, que chegou até o presidente Jair Bolsonaro. Também foi montada uma rede de apoio à esposa de Robson, que também trabalhava com o jogador Fernando, mas retornou ao Brasil depois do caso.