Secretaria de Saúde do Rio abre 83 leitos de UTI para Covid-19 após alta de casos

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro está abrindo 83 leitos de UTI para tratamento da Covid-19 na rede SUS. A medida se fez necessária depois que a média móvel de casos da doença no estado deu um salto de 103% em relação ao cenário de duas semanas atrás.

Ao todo, serão 40 leitos novos disponíveis na capital, sendo 25 no Hospital Pedro Ernesto, em Vila Isabel, três no Carlos Chaga, em Marechal Hermes, 1 no Hospital de Anchieta e 12 no Instituto Nacional de Infectologia Fiocruz, em Manguinhos. Outros 43 leitos serão abertos no Hospital São José, na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O secretário de Saúde, Carlos Alberto Chaves, informou que, na prática, os leitos já estavam desocupados, mas precisavam de recursos humanos e da liberação burocrática, necessários depois da alta de casos no Rio. Os leitos, que eram regulamentados pelas próprias unidades de saúde, agora passam ao Sistema de Regulamentação (SisReg).

Frente a uma possível segunda onda de casos de Covid-19 no estado do Rio, o secretário Carlos Chaves disse que a rede estadual deve ganhar mais 180 leitos, em fase de ajustes, nas próximas semanas, com possibilidade de abertura de outros 300 no Hospital Modular de Nova Iguaçu, se necessário.

Números do Rio

O último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Rio, ontem (18), traz o total de 332.396 casos de Covid-19 registrados em todo o estado, com 21.698 óbitos por coronavírus. Nesta quarta foram registradas 224 mortes, mas, segundo o boletim, estão inclusos casos represados da semana passada, quando o sistema do Ministério da Saúde esteve fora do ar.