Flordelis exonera nora de seu gabinete A deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD) exonerou de seu gabinete, na última quarta-feira (10), a mulher de um de seus filhos adotivos. Luana Vedovi Rangel Pimenta, casada com o vereador de São Gonçalo conhecido como Misael, cujo nome de batismo é Wagner de Andrade Pimenta, ocupava o cargo de secretária parlamentar desde o dia 14 de fevereiro deste ano. Wagner foi um dos filhos que romperam com a deputada após a morte do pastor Anderson do Carmo de Souza, no dia 16 do mês passado.

O vereador, que também é pastor, deixou as igrejas fundadas pelos pais - denominadas Ministério Flordelis - após o assassinato de Anderson. Além disso, na semana passada, Wagner, que foi eleito vereador com o nome político Misael da Flordelis, retirou o nome da mãe de suas redes sociais. No Instagram e no Facebook, ele manteve apenas o primeiro nome. A mulher de Misael recebia salário de R$ 15.698,32.

Além de Misael, também deixou o Ministério Flordelis o pastor Luan Santos, filho adotivo da deputada e de Anderson. Na última terça-feira (09), o rapaz fez uma postagem sobre a morte do pai em seu Instagram: “Estamos orando. Justiça seja feita. Não vai acabar em pizza”, escreveu ele.

Dois filhos de Flordelis, um adotivo e outro, biológico, de um relacionamento anterior, estão presos por suspeita de participação na morte de Anderson. São eles Lucas Cézar dos Santos de Souza e Flávio dos Santos Rodrigues.