Obama fala sobre “rumores de propina na casa dos bilhões” de Lula

O Brasil foi citado algumas vezes no novo livro de Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos. A parte que chamou mais atenção é a que o ex-presidente Lula é citado. Quando era líder da maior nação do mundo, Obama chegou a classificar Lula como “o cara”, mas agora fala também sobre os casos de corrupção.

No trecho, o ex-presidente americano lembra que, quando classificou Lula como “o cara”, o petista tinha 80% de aprovação. Mas, na época, o então presidente do Brasil pelo PT já enfrentava acusações de corrupção depois do escândalo do mensalão ter trazido à tona valores milionários para compra de apoio no Congresso para a base governista. Depois disso, a partir de 2014, a Operação Lava Jato revelou o maior esquema de corrupção da história brasileira, no âmbito da qual Lula tem duas condenações e responde a mais sete processos.

Em entrevista recente ao jornalista Pedro Bial, da TV Globo, Obama alegou: “Com os relatos de corrupção que surgiram, na época eu não sabia de todos eles”. Em seu livro, porém, o ex-líder estadunidense vai além:

“Constava também que [Lula] tinha os escrúpulos de um chefão do Tammany Hall, e circulavam boatos de clientelismo governamental, negócios por baixo do pano e propinas na casa dos bilhões.”

Para registro, Tammany Hall era uma espécie de máquina política democrata que deteve o poder da cidade de Nova Iorque durante 200 anos e que ficou marcada por casos de corrupção.


Siga-nos