Pfizer pergunta em anúncio: Quando sua vida poderá voltar ao normal? O mercado de ações ficou em êxtase ao saber que a vacina contra o coronavírus da empresa farmacêutica americana Pfizer é considerada 90% eficaz. Em quanto tempo ela estará disponível, e o que pode significar para a economia e o nosso retorno à vida normal?

"Poucas pessoas esperavam que fosse tão alto assim. Uma eficácia de 90% é simplesmente extraordinária", disse o Dr. Anthony Fauci, Diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas.

A Pfizer, com um parceiro alemão, está aumentando a produção do medicamento com a esperança de que seja aprovado até o final do ano. Se isso acontecer, a empresa espera produzir o suficiente para cerca de 25 milhões de pessoas em todo o mundo no curto prazo.

Os primeiros a receber a vacina seriam os profissionais de saúde e grupos como idosos que correm maior risco. Mas espera-se que demore mais alguns meses antes de estar disponível para os demais cidadãos.

A Pfizer está agora planejando pedir ao FDA, a agência de saúde norte-americana, a autorização do uso emergencial do medicamento já na próxima semana, mas pode ser o final da primavera nos EUA antes de ser distribuído para a população em geral.

E alguns meses difíceis ainda podem estar à frente, com os EUA relatando agora mais de 10 milhões de casos e cinco dias consecutivos com mais de 100 mil novos casos.

Enquanto isso, Joe Biden montou sua própria força-tarefa contra o coronavírus e na segunda-feira (09) pediu que todos os americanos usassem máscaras. “É necessária uma ação ousada para combater esta pandemia”, disse Biden. "Ainda estamos enfrentando um inverno muito sombrio."

O presidente Trump e seus apoiadores estão questionando o momento do anúncio da Pfizer, embora o CEO da empresa, Albert Bourla, diga que não teve nada a ver com a eleição e que a Pfizer não pegou nenhum dinheiro federal para sua pesquisa a fim de evitar que a vacina seja politizada.

“Eu queria libertar nossos cientistas de qualquer burocracia que poderia resultar da aceitação de dinheiro”, disse Bourla.

Wall Street reagiu positivamente às notícias com a Dow Jones subindo 1.600 pontos em um ponto na segunda-feira, antes de voltar a ganhar 836 pontos no fechamento. É o melhor aumento diário no índice do mercado de ações em cinco meses, já que os investidores estão otimistas de que a vacina da Pfizer permitirá que a vida volte ao normal e a economia cresça novamente.

Siga-nos