Abastecimento de energia elétrica começa a ser normalizado no Amapá

Alguns pontos do estado do Amapá começaram a ser novamente abastecidos com energia elétrica neste sábado (07), depois de quatro dias de apagão. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a retomada está sendo feita de maneira escalonada e a capital, Macapá, já está recebendo um terço da carga normal.

O estado estava desconectado da rede nacional de transmissão de energia desde terça-feira (03), quando uma subestação responsável por abastecer 13 dos 16 municípios pegou fogo. A FAB (Força Aérea Brasileira) enviou aviões militares com 51 toneladas de materiais, entre os que serão utilizados para reparos e geradores para restabelecimento emergencial.

Durante a semana, moradores relataram que perderam alimentos, estragados sem refrigeração, e tiveram dificuldade para ter acesso a água potável, tanto para uso doméstico quanto para consumo. Houve filas para comprar gelo, água, comida e combustível em todo o estado. Os preços dos produtos aumentaram nos supermercados devido ao desequilíbrio entre demanda e oferta.

Com a proximidade das eleições municipais, marcadas para o próximo dia 15, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) enviou 1,2 mil baterias extras para serem usadas nas urnas eletrônicas do estado, se houver necessidade. O TRE do Amapá (Tribunal Regional Eleitoral) garantiu que o pleito será realizado e que trabalha em conjunto ao governo federal para que todos os locais de votação tenham energia elétrica no domingo que vem.

O restabelecimento completo do abastecimento de energia no Amapá pode levar até duas semanas, segundo as autoridades federais.