Porchat volta a blasfemar contra Jesus Cristo O apresentador Fábio Porchat voltou a usar o nome de Jesus para defender a agenda homossexual. Durante a premiação pelo filme “A Primeira Tentação de Cristo”, o também comediante disse ter certeza que “se Jesus voltasse, ele teria voltado gay”. O prêmio foi entregue pela Associação Brasileira de Autores Roteiristas (ABRA).

“No Porta dos Fundos a gente não vê polêmica neste especial. Ser gay não é um problema, não é uma falha, não é uma questão de caráter. Ser gay é uma característica”, disse ao defender o filme de cunho vilipendioso.

Na época de seu lançamento, em 2019, Porchat recebeu duras críticas, sendo acusado de atacar diretamente o Cristianismo. Tanto ele como a Netflix passaram a ser alvos de protestos e boicotes.

O folhetim apresenta um “Jesus” gay (Gregorio Duvivier), que se relaciona com o jovem Orlando (Fábio Porchat). Além disso, “deus” (Antonio Tabet) vive um triângulo amoroso com José (Rafael Portugal) e Maria (Evelyn Castro).

Siga-nos