Seu ano é realmente novo Ao fim de 2019 eu estava tomando um cafezinho e pensando em mais um ano que se vai e mais um ano que chega. Uma ideia maravilhosa que só Deus poderia ter mesmo, uma ideia de fazer com que um ano seja fatiado em estações e a vida fatiada em anos, de forma que a gente possa sempre ter o recomeço, sempre ter o primeiro dia novamente. E, de alguma maneira, a gente tenha a chance de se planejar para um ano melhor, para um ano mais abençoado.

Pois é, para algumas pessoas a gente pode dar “feliz ano novo”, para outras pessoas talvez dar um outro conselho, “feliz ano velho”. Por que “feliz ano velho”? Porque algumas pessoas ainda não entenderam que o ano não se fará próspero e vencedor por si mesmo. Algumas pessoas ainda não entenderam que você precisa ter crenças novas, posturas novas, uma fé renovada e uma aliança com Deus que você nunca teve, se você quiser realmente um ano vigoroso, esplêndido, poderoso, majestoso, incrível, de resultados impressionantes.

Um texto que eu gosto muito, é o texto de Lucas 14.28: “Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?”. É uma lembrança que nós temos no Evangelho de Lucas de que, se você quer edificar alguma coisa, se você quer edificar uma torre, você tem que fazer os cálculos, ver quanto de pedra, quanto de madeira, quanto de cimento, quantas pessoas estarão envolvidas e ter um prazo determinado para terminar essa torre. Qual é a torre que você quer edificar? Qual é o projeto que você tem para 2020? Este é o ano da sua vida ou não é?

Talvez você esteja pensando: “Ah, mas eu perdi muita coisa”; “Eu falhei demais”; “Eu sofri demais”; “Foi muito isso, muito aquilo...”. Não vai adiantar o chororô, não vai adiantar o mimimi, não vai adiantar arrumar um culpado para aquilo que não foi bom, para o fracasso que se estabeleceu. É tempo de você olhar para a frente e dizer: “Com Deus me guiando, me conduzindo, eu posso”.

Então você senta, planeja, organiza, busca colaboradores, faz tudo o que você pode e depois você olha para o céu e fala: “Deus, o que eu podia fazer eu fiz. Vem sobre a minha vida agora e faz o que só o Senhor pode fazer.” Afinal de contas nós sabemos que podemos cavar a terra, jogar a semente, fechar a terra, botar o adubo, mas é Deus quem manda a chuva. Se Deus não mandar a chuva, eu vou irrigar, vai irrigar do rio, mas se não tiver chuva, o rio vai secar. É Deus quem manda a chuva. O ano de 2020 não caiu do céu como sucesso; 2020 vem de uma postura na Terra em direção ao céu. A postura de quebrantamento, a postura de dedicação a esse Deus. De acordar de manhã, ler a Palavra, ter uma instrução de Deus, orar, falar com Deus e dali sair para a conquista, para a luta, para a pancadaria da vida. Mas sabendo que vai voltar para casa com a cabeça erguida, porque fez o que pode e creu no Deus que tudo pode.

Eu quero te convidar para muitos “cafés” comigo durante este ano. Por isso, quero te falar, busque a Deus. Vamos estar juntos, vamos orar e vamos planejar nossa história. Não tenha as mesmas atitudes de sempre. Não tenha os mesmos pensamentos de sempre. Não tenha as mesmas manias de sempre. Não tenha a mesma postura de sempre. Porque senão o resultado será o de sempre. Um resultado que não atende as expectativas do novo. Porque até fazendo tudo o que você fazia que um dia dava certo, hoje já não dá mais. Porque o mundo mudou, a vida mudou, o ambiente ao redor se alterou, as expectativas que você mesmo tem, também se alteraram. Portanto, sente, planeje com Deus o seu 2020. Ainda dá tempo deste ser o melhor ano da sua história. É o que eu te dedico de todo meu coração, é o que eu falo para você de todo coração. Deus te abençoe. Amém.

s