Médico diz que Maradona não terá sequelas após cirurgia no cérebro

O ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona, de 60 anos, passou na última terça-feira (03) por uma cirurgia de emergência no cérebro. Segundo o médico pessoal de Maradona, que também liderou a equipe responsável pela operação, o procedimento para retirada de um coágulo foi um sucesso e não deixará sequelas neurológicas.

Maradona deu entrada em um hospital de Buenos Aires na segunda-feira (02) com quadro de anemia, debilidade física e depressão. Após exames foi constatado um hematoma subdural, coágulo no cérebro, e a equipe médica decidiu realizar a cirurgia.

Fãs marcaram presença nos arredores do hospital para dar forças ao grande craque da história do futebol argentino enquanto ele estava internado. Agora, o médico Leopoldo Luque demonstra confiança na recuperação de Maradona: “Ele está mais consciente e bem disposto. Temos de ser cautelosos, mas não tem qualquer sequela neurológica”.

Ainda não há previsão de alta.