Megaoperação da PF mira quadrilha internacional de drogas que movimentou R$ 1 bilhão

A Polícia Federal está hoje (04) nas ruas de cidades do Paraná, Santa Catarina e São Paulo para desarticular o braço financeiro de uma quadrilha internacional de drogas. Ao todo, cerca de 150 agentes cumprem 39 mandados judiciais: nove de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 28 de busca e apreensão. Foram sequestrados R$ 40 milhões em bens da quadrilha, incluindo uma casa comprada pelo chefe da organização criminosa por R$ 6 milhões.

Segundo as investigações, que começaram em 2019, o grupo movimentou de forma suspeita um valor aproximado de R$ 1 bilhão entre 2018 e 2020. A Justiça Federal, em Curitiba, determinou o bloqueio das contas bancárias de 68 pessoas, além de três empresas utilizadas para lavagem de dinheiro.

A PF contou também que os bandidos usavam empresas de fachada que compravam legalmente mercadorias para camuflarem as movimentações das cargas de drogas e dificultar a fiscalização. Uma carga de madeira, por exemplo, seria enviada para a Bélgica em contêineres junto com 240kg de cocaína, mas os policiais fizeram a apreensão do conteúdo.

Um brasileiro erradicado na Espanha teve um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça brasileira. Ele se passava por empresário no país europeu, mas é suspeito de integrar organizações brasileiras e europeias, recebendo a carga ilícita que chegava no continente.



*com informações da Agência Brasil