Culto marca comemorações de 198 anos do Piauí O culto em ação de graças pelos 198 anos do Piauí foi realizado, na sexta-feira (16), na Igreja de Deus Missionária, zona leste da capital Teresina. O culto contou com número reduzido de pessoas devido à pandemia do coronavírus, sendo obedecidos todos os cuidados de distanciamento social e protocolos de segurança. A cerimônia teve a presença do governador Wellington Dias e também foi transmitido de forma on-line para todo o estado.

“Estamos aqui iniciando as comemorações da data oficial do Dia do Piauí, primeiro agradecendo a Deus por todas as conquistas que tivemos e pedindo a ele as bênçãos para enfrentar esse momento delicado da pandemia do novo coronavirus, os desafios na economia e cuidar dos que mais precisam, do emprego, dos mais pobres. Vamos ter uma programação de hoje até a segunda-feira (19), em Teresina e Parnaíba, para homenagear, nesses 198 anos, todas as pessoas que foram importantes para a independência do Piauí”, comentou o governador.

A primeira-dama do estado, Rejane Dias, destacou a importância desse momento. “Estamos agradecendo por tudo que o Senhor tem feito pelo estado do Piauí. É um dever nosso e com certeza agrada muito ao Senhor. Há uma passagem na Bíblia que trata da cura dos leprosos e de dez curados, apenas um voltou para agradecer e tenho certeza que Deus se agrada disso e vai continuar abençoando e olhando por este estado. É um momento de agradecimento e de celebração”, disse.

Mudança de data

Todos os anos o feriado do Dia do Piauí é comemorado em 19 de outubro. Mas este ano a data foi oficialmente antecipada pela Assembleia Legislativa do Estado (Alepi) para 15 de maio em razão das orientações de isolamento social.

“O 19 de outubro sempre será a data da nossa independência. Mas ficará para história o ano em que a data em que se comemora o aniversário do Piauí foi modificada para o dia 15 de maio. Provavelmente, daqui muitos séculos, ninguém viverá isso novamente. Essa mudança foi pautada em nome da segurança e saúde de todo o povo piauiense”, explicou o governador Wellington Dias na ocasião.

História
O Piauí é um dos estados do Nordeste do e faz limite com Ceará, Pernambuco, Bahia, Tocantins e Maranhão. Possui 224 municípios e sua área é de 251.611,929 km².

O estado foi colonizado do centro em direção ao litoral. À procura de novas expansões para suas criações de gado, fazendeiros do São Francisco passaram a ocupar, a partir de 1674, terras situadas às margens do rio Gurgueia. Eles tinham sesmarias concedidas pelo governo de Pernambuco.

O capitão Domingos Afonso Mafrense, um dos sesmeiros, conhecido como Domingos Sertão, fundou 30 fazendas de gado, tornando-se o maior colonizador da região. Após sua morte, as fazendas ficaram a cargo dos padres jesuítas da Companhia de Jesus.

Esses contribuíram de forma decisiva para o desenvolvimento da pecuária piauiense, que atingiu seu auge em meados do século XVIII. Nessa época, os rebanhos foram responsáveis por abastecer todo o Nordeste e as províncias do Sul. Com a expulsão dos jesuítas, as fazendas do capitão foram incorporadas à Coroa e entraram em declínio.