Diretor do Hospital Alberto Torres é morto em Niterói O diretor-executivo do Hospital Alberto Torres foi morto em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, na noite de domingo (04). De acordo com testemunhas, ele foi vítima de uma tentativa de assalto.

José Dídimo do Espírito Santo tinha 59 anos, era policial federal aposentado e foi baleado após trocar tiros com os bandidos na Rodovia Amaral Peixoto. Os criminosos fugiram sem levar nada.


Uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada, mas ao chegar ao local, José Dídimo já estava morto. Policiais do 12ºBPM (Niterói) e do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRV) da PM fizeram operações pelo local, mas não conseguiram localizar os criminosos.

Ao ser fechado, antes de ser alvejado, o motorista freou bruscamente, fazendo com que o ocupante de outro carro de passeio que vinha logo atrás atingisse a traseira de seu veículo.

Equipes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) fizeram a perícia de local, por esse motivo, equipes do BPRV tiveram que interditar a pista em sentido Niterói, o que gerou grandes engarrafamentos, não apenas nesse ponto, mas também no sentido oposto.

Siga-nos