Marcos Freire lança single “Bom Pastor” e fala em retornar à África

“Bom Pastor” é o novo single do álbum “Paternidade” de Marcos Freire, um músico que usa o seu talento para cumprir o seu chamado missionário, sendo Jesus na vida das pessoas. Esse paraibano de Campina Grande e membro da Igreja Verbo da Vida já morou por 2 anos na África, 3 em Belo Horizonte/MG e hoje vive no Rio de Janeiro. Mas seu pensamento não sai de Angola, onde ele mantém a ONG Baluarte, que hoje atende 300 crianças nas áreas de alimentação, educação, artes e esportes. Há seis meses sem visitar “suas crianças” por conta do fechamento das fronteiras devido à pandemia do novo coronavírus, o músico não vê a hora de retornar à ONG levando pessoas que também tenham um chamado missionário. Uma oportunidade que ele já deu a celebridades como Bruna Marquezine, Sasha e Xuxa. Marcos Freire sabe que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável e que no momento oportuno poderá retornar à “sua África” amada.

“Bom Pastor” é mais um single composto por você. Como tem alcançado inspiração?

Marcos Freire
: Esse novo single faz parte do álbum “Paternidade”, que já teve quatro faixas lançadas e agora esta conclui o lançamento. Ele é inteiramente autoral. Eu compus durante algumas experiências da minha vida e gira em torno das mensagens sobre paternidade e comunhão.  “Bom Pastor” é uma música inspirada em Salmos 23, onde Davi disse que Deus era o pastor dele e nada lhe faltaria. Eu creio que hoje nós estamos em uma aliança superior à aliança em que Davi estava. A Bíblia diz que nós estamos em uma segunda aliança, uma aliança perfeita com Deus, onde diferentemente de Davi que só tinha acesso a Deus, nós somos casa de Deus e por isso nada nos falta. Não nos falta saúde, alegria, paz, prosperidade porque Ele habita em nós. “Bom Pastor” traz esta temática de paternidade e de encontro.

Sua relação com a música está relacionada diretamente com as ações da sua ONG, a Baluarte?

O meu primeiro trabalho foi gravado em 2014. Eu compus um álbum inteiro durante um ano de missões no Congo. Na volta eu gravei e lancei para a minha igreja (Verbo da Vida) e algumas igrejas parceiras. Foi o meu primeiro lançamento. 

O meu trabalho na música e em tudo o que eu desenvolvo gira em torno do chamado. Eu tenho um chamado ministerial para as nações, especialmente a África. Deus me chamou para este continente e hoje já estamos em dois países: Angola e Congo. E tudo o que faço hoje é pensando nas minhas crianças, na minha África, no meu Congo, na minha Angola, em poder gerar frutos. O meu trabalho na música mantém o meu trabalho missionário, alimentando mais de 300 crianças e 300 famílias, oferecendo educação gratuita, escola de música, arte, futebol... Tudo o que faço hoje gira em torno do meu chamado. Isso é uma grande responsabilidade, mas a gente tem uma equipe tão incrível que consegue me ajudar a desenvolver e cuidar de cada detalhe. 

Como é o trabalho na Baluarte e como as pessoas podem se envolver com ele?

A ONG Baluarte começou o trabalho em Angola, especificamente na capital Luanda, há 2 anos e meio. Nós atendemos a cerca de 300 crianças e suas famílias com alimentação. A nossa base é o único lugar de apoio que elas têm para se alimentar. Somos também a única escola 100% gratuita na região. Mesmo as escolas do Estado cobram algum valor, mas as famílias não tem dinheiro sequer para comer. Os pais não têm como pagar a mensalidade de seus filhos.  Isso dificulta o crescimento e o desenvolvimento de cada uma delas. A Baluarte tem dado todo este suporte como escola, desde o maternal até a sexta classe. Tudo gratuito e com alimentação diária.  Temos escola de música, arte, teatro, dança, circo, futebol. Tem sido tudo bem intenso e agora a gente está estabelecendo essa base também no Congo. Por enquanto, fazemos trabalhos esporádicos no Congo, mas estamos abrindo a segunda base por lá. 

A ONG Baluarte tomou uma proporção muito grande aqui no Brasil e também no exterior após receber algumas celebridades como os jogadores William Bigode e Rafael Veiga (Palmeiras). Eles são padrinhos da Baluarte. Recebemos também a Priscila Alcântara, que hoje é uma parceira nossa; a Bruna Marckezine, que está sempre defendendo a nossa causa nas redes sociais dela. Depois a Sasha pediu para ir e esteve conosco cinco vezes; na última ela levou a mãe, a apresentadora Xuxa. Isso fez com que a Baluarte fosse capa da revista Caras, com mais de 10 fotos na matéria. Alcançamos relevância no Brasil inteiro. Foi incrível. 

Tantas outras pessoas têm desejado ir e se engajar, dando mais credibilidade ao nosso trabalho. 

A ONG Baluarte tem um perfil no Instagram @ongbaluarte onde o público encontra todas as informações e pode se envolver, pode doar para nos ajudar a manter os projetos. As pessoas podem colaborar e podem participar de alguma forma. Em breve, nós faremos uma caravana para a ONG Baluarte comigo. Assim que acabar esta pandemia, nós anunciaremos. Por causa do fechamento de fronteiras, há 6 meses eu não consigo retornar para a África. Antes eu não conseguia ficar mais de 1 mês e meio sem ir à África. Assim que reabrirem as fronteiras, eu voltarei para lá e brevemente anunciarei esta caravana para as pessoas também irem.

Para você, o que é ser um missionário?

Missionário é Jesus. Jesus deixou a sua terra, toda a glória, todo o conforto do céu para vir a um novo lugar, sem pensar em si próprio, mas pensando na humanidade. O meu maior exemplo de missionário é Jesus. Ser missionário é ser Jesus. É abdicar dos seus gostos, seus sonhos, suas próprias vontades pra pensar na vontade do próximo. E não só pensar, mas fazer algo para que aquilo que o próximo necessita aconteça. Missionário é aquele que larga mão da sua própria vida pra suprir a necessidade de quem está do lado. Isso pode ser na África, no Brasil, nos Estados Unidos. Onde você for chamado para estar, você é um missionário ali.

Tem alguma música sua que melhor define este conceito de ser missionário?

Tem sim. Tem uma música minha antiga que eu gravei com a Fernanda Brum. Foi meu primeiro lançamento, em 2014. Ela se chama “Ele me achou”, que fala que os olhos do Senhor passa por toda a Terra procurando aqueles que pacificarão, o adorarão e aqueles que anunciarão o Evangelho. Essa canção faz muito sentido para mim. O refrão diz: “Ele me achou, me achou primeiro”. Que Deus possa nos encontrar nesse lugar de disponibilidade. Deus não levanta pessoas prontas. Deus levanta pessoas disponíveis. 

Na música, o que o público pode esperar ainda para este ano?

Estão chegando muitas novidades. A gente está muito feliz com tudo o que tem acontecido. Os nossos lançamentos. Já temos mais de 20 milhões de acessos. As nossas canções têm alcançado pessoas. Eu já tenho 3 anos na Sony Music. Temos gerado muitos frutos em Deus. Milhares de pessoas têm sido alcançadas. São muitos testemunhos de cura, de libertação, de salvação. É para isso que devemos servir, pra ser Jesus na vida das pessoas. Tem muita novidade chegando ainda. Eu estou preparando um próximo projeto. Será um grande colab junto com a Fernanda Brum e a Ludmila Ferber que vai abençoar muita gente. Uma releitura de “Ouço Deus me chamar”, música, vídeo e live com espontâneo profético. As pessoas podem aguardar com muita expectativa. 

Qual a mensagem que você deixa aos leitores do Melodia News e aos ouvintes da rádio Melodia, onde suas canções são um grande sucesso?

Sou grato pelo carinho da rádio Melodia e seus ouvintes. Por todo o empenho e excelência também da equipe do Melodia News. Desejo que todos possam prosperar e avançar cada vez mais. Obrigado por não pararem de tocar as minhas canções. Os meus seguidores sempre estão comentando nas redes sociais que estão ouvindo a rádio. Eu fico muito feliz por esse reconhecimento, por esse espaço. Obrigado também à minha assessora da Sony Music, a Claudinha, que tem cuidado tão bem de mim. Deus abençoe a todos.

Eu vejo muitas pessoas que estão em Deus, mas andam em tantas dificuldades: perdas, doenças, momentos tão difíceis.  E elas se abatem, caem, tropeçam. Eu não sei se você está nesta situação, mas caso você esteja, eu quero te lembrar que Deus é por você. Uma vez que Ele é por você, nada pode se opor à vontade Dele, que é boa, perfeita e agradável. Então, se está acontecendo alguma coisa de ruim na sua vida, uma doença, uma falta, uma necessidade, esta não é a vontade de Deus. A vontade de Deus é: “Eu vim para que você tenha vida e vida em abundância”. A vontade de Deus é Salmos 23: “Ele é o seu pastor e nada vai te faltar”. Saia dessa condição de se ver pequeno, doente ou derrotado. Deus não te vê assim. Comece a mudar esta sua ótica. Comece a se ver como Deus te vê. Então você começará a provar do que Deus tem para você provar, que é o melhor desta terra para os dias de hoje. Tenha fé, tenha força, mas mantenha firmemente a sua confissão, dizendo que Deus é bom e que você pode sim usufruir do melhor de Deus hoje. Deus te abençoe e um grande beijo.