Trump é transferido de helicóptero para hospital após apresentar febre e fadiga Após apresentar febre e fadiga em decorrência da covid-19, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, passará os próximos dias em um hospital militar nos arredores de Washington para se submeter a tratamento.

Trump que recebeu hoje (02) o diagnóstico positivo para o coronavírus, assim com a primeira-dama Melania, tem fatores de risco para doença: é idoso (74 anos) e obeso.

Donald Trump entrou no helicóptero Marine One caminhando e acenou para a imprensa posicionada próxima da Casa Branca. 

A Casa Branca informou que a internação de Trump é uma medida preventiva. Apesar de serem manifestações leves, ele receberá tratamento a partir de agora no Walter Reed National Military Medical Center, próximo a Washington D.C..

A primeira-dama, Melania Trump, também com covid-19, apresentou tosse leve e dores de cabeça, mas, a princípio, permanece na Casa Branca.

O médico de Trump, Sean Conley, chegou afirmar mais cedo que o presidente havia recebido um coquetel experimental de anticorpos, mas que continuava com fadiga, um dos sintomas comuns da infecção pelo vírus.

O Reed National Military Medical Center tem uma área reservada especialmente para o presidente dos Estados Unidos. Trump terá escritório e acomodações onde poderá trabalhar e ao mesmo tempo ser acompanhado mais de perto pela equipe médica.