Perseguição policial deixa passageiros às escuras em metrô do Rio por quase 1 hora

Passageiros de uma composição do metrô do Rio de Janeiro chegaram a ficar 50 minutos parados em um vagão sem energia. A concessionária que administra o serviço precisou desligar a energia por volta das 09h50 desta sexta-feira (05) porque um homem invadiu os trilhos na estação Antero de Quental, durante uma perseguição policial no Leblon, na Zona Sul da cidade.



De acordo com o MetrôRio, o suspeito acessou a via no sentido São Conrado e a energia foi interrompida no trecho. O suspeito foi alcançado por policiais e preso, sendo encaminhado à delegacia da região.



Por conta do episódio, os trens que saíam da estação Uruguai, na Tijuca, só operavam até a estação General Osório.



Agentes do Leblon Presente informaram o homem foi identificado como Yuri Figueira Santos, de 27 anos. Ele é natural de Mendes, no interior do Rio, e foi encaminhado à Delegacia do Leblon e, segundo os agentes, tem um mandado de prisão em aberto por violência doméstica.



Yuri também tem passagens pela polícia por tráfico de drogas, dano qualificado e ameaça. Ele segue preso na delegacia à disposição da Justiça de Mendes.