Anúncio de igreja com Jesus vestido como gay provoca indignação

Um anúncio da Igreja da Islândia dando as boas-vindas às pessoas na Escola Dominical gerou indignação após apresentar um Jesus Cristo barbudo com seios, maquiagem e de vestido.

O anúncio, que aparentemente mostra Jesus sacudindo os "seios" enquanto dança sob um arco-íris, apareceu na página da Igreja Nacional no Facebook na última sexta-feira (11).

A publicação foi excluída, mas será divulgada em ônibus na capital islandesa, Reykjavik, por pelo menos mais duas semanas.

A Igreja se desculpou através de um comunicado: “A Assembleia da Igreja Nacional de 2020 lamenta que a imagem de Jesus em um anúncio da escola dominical tenha ferido as pessoas. O objetivo era enfatizar a diversidade, não machucar ou chocar as pessoas.”.

Petur Georg Markan, representante da mídia da Igreja da Islândia, disse que é positivo que Jesus Cristo apareça em diferentes formas e que a Igreja celebre a diversidade.

No entanto, ele também concordou com a reação online: “Sabemos que nem todos concordam que Cristo deveria aparecer assim, e é claro que respeitamos isso.”.

O custo da campanha de marketing, projetada para encorajar os jovens à escola dominical, será de ISK 2 milhões (alto em torno de R$ 60 mil).

O ministro da igreja de Grafarvogskirkja, Guorun Karls- og Helgudottir, disse: “Cada pessoa interpreta algo nesta imagem. Algumas pessoas o interpretam como um Jesus trans, outras como uma mulher. Alguns veem Maria com uma barba, e outros veem uma pessoa sexista. As opiniões dentro da igreja são tão diversas quanto em outros lugares.”.

Após seu lançamento, muitos publicaram o anúncio nas redes sociais com comentários de indignação.

Um usuário do Facebook disse: “Houve uma razão pela qual deixei a Igreja Nacional e encontrei outra congregação cristã.”

Outra pessoa escreveu: “Que vergonha para o bispo!”

Outros comentários incluíram 'insípido' e 'particularmente estúpido'.

“'A igreja deveria ter vergonha de humilhar Jesus dessa maneira”, argumentou uma pessoa.