Estudo avalia poder anti-inflamatório do açaí contra a Covid-19 Uma pesquisa da universidade de Toronto, no Canadá, está testando a eficácia do extrato de açaí no tratamento de Covid-19. Os pesquisadores acreditam que o poder anti-inflamatório da fruta pode melhorar a recuperação de pacientes com o novo coronavírus e ajudar a prevenir complicações causadas pela inflamação.

O estudo investiga se o extrato do açaí pode reduzir a mortalidade ou a necessidade de ventilação mecânica. Além do Canadá, o ensaio clínico está sendo realizado também no Brasil. Os centros de pesquisa incluem o Women’s College Hospital, a Scarborough Health Network e a Universidade de São Paulo (USP).

O planejamento do estudo está minimizando qualquer contato direto entre pacientes e profissionais de saúde, enviando o material diretamente para a casa do participante do ensaio e conduzindo entrevistas de acompanhamento por telefone. Os pesquisadores estão prevendo uma alta taxa de participação e esperam ter resultados em aproximadamente três meses.

Os pesquisadores acreditam que se a eficácia for comprovada, o extrato terá grande importância na luta contra a covid-19, por ser seguro e barato.