Ator de Pantera Negra orou por papel no filme da Marvel O astro do filme Pantera Negra Chadwick Boseman, morto na sexta-feira (28) após uma batalha contra o câncer de cólon, foi lembrado não apenas por seu talento artístico, mas pela importância da fé em sua vida.

Chadwick Boseman, que também interpretou os ícones negros Jackie Robinson e James Brown antes de encontrar a fama como o majestoso Pantera Negra no universo cinematográfico da Marvel, nos deixou precocemente, aos 43 anos. Mas um discurso que fez para a turma de graduação da Howard University, em 2018, é uma das coisas que o mantém vivo na lembrança de seus fãs, amigos e familiares.

Ele afirmou a importância de dar honra ao seu Criador, citando 1 Coríntios 3.6: “Como diz a Escritura, eu plantei a semente, e Apolo a regou. Mas Deus deu o crescimento.”

Nascido na Carolina do Sul, Boseman se formou na Howard University e teve pequenos papéis na televisão antes de sua primeira aparição em 2013.

Tributos vieram de uma série de estrelas do entretenimento, incluindo Chris Pratt. “Minhas orações vão para a família de Chadwick e seus entes queridos”, postou ele no Twitter. “O mundo vai sentir falta de seu tremendo talento. Deus dê descanso à sua alma."

Boseman foi criado como cristão e foi batizado. Ele fazia parte de um coro de igreja e grupo de jovens e seu ex-pastor disse que ainda mantinha sua fé. Boseman afirmou que orou para ser o Pantera Negra antes de ser escalado como o personagem titular do Universo Cinematográfico Marvel.