Turquia converte segunda igreja em mesquita O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, transformou a igreja histórica de Chora, um dos edifícios bizantinos mais celebrados de Istambul, em uma mesquita nesta sexta-feira (21), um mês depois de abrir a famosa Hagia Sophia às orações dos muçulmanos.

A igreja medieval de São Salvador em Chora, construída perto dos muros da antiga cidade de Constantinopla, apresenta em sua construção mosaicos e afrescos bizantinos do século 14 que retratam cenas de passagens bíblicas.

Eles foram cobertos com argamassa depois que a cidade foi conquistada por muçulmanos otomanos em 1453, mas voltaram a ser expostos quando – assim como Hagia Sophia – o edifício foi convertido pela república secular turca em um museu há mais de 70 anos.

Erdogan, cujo partido AK tem raízes no islamismo político, se posicionou como defensor dos muçulmanos devotos da Turquia, e no mês passado se uniu a dezenas de milhares de fiéis nas primeiras orações em Hagia Sophia em 86 anos.

A medida foi duramente criticada por líderes da Igreja Católica e por alguns países ocidentais, que disseram que reconverter Hagia Sophia exclusivamente para o culto muçulmano cria o risco de aprofundar as divisões religiosas.