Jurado do Masterchef se desculpa por expor freiras ao ridículo

Arrependido por publicar uma foto ao lado de duas freiras, no Vaticano, usando uma camisa em que duas freiras se beijam, Henrique Fogaça, jurado da versão brasileira do Masterchef, publicou um vídeo em suas redes sociais para se desculpar pela ofensa aos católicos.



O chef de cozinha, empresário, skatista e cantor brasileiro apagou a foto que havia legendado com as hashtags "blasfêmia" e "o choro é livre".



No vídeo de desculpas ele diz:

O meu pedido de desculpas é sincero a todos os que se sentiram ofendidos e vem do fundo do meu coração. Perdoar não é concordar com meus atos. Perdoar é um ato de amor. Quem perdoa, cresce. Quem é perdoado, renova-se", escreveu o chef.



No vídeo, Fogaça pediu desculpas à igreja católica, aos cristãos e explicou que a foto só foi feita porque ele foi abordado por duas freiras ao sair do Vaticano.



"As freiras eram brasileiras, me reconheceram, vieram muito simpáticas e nós tiramos uma foto. Acabei postando, foi uma infelicidade minha. Não tive intenção de ofender ninguém como estão achando. Tenho família, restaurantes, participo de um programa de TV, tenho uma filha especial que me ensina muito, tenho muitos projetos sociais. Estou aqui para me redimir. Só Deus para me julgar mesmo. Paz no coração, mais tolerância", disse.



Quem não ficou nada satisfeito com Fogaça foi o padre Fábio de Melo. Popular nas redes sociais, eles se manifestou pelo Twitter:

“Usar a imagem de duas pessoas que lhe dedicaram gentileza, expondo-as ao ridículo, colocando-as como coadjuvantes de seu protesto, está longe de ser uma atitude de ‘pessoa do bem’”, escreveu o padre antes do pedido de perdão do chef.