Disney tem primeiro protagonista gay em série para crianças Entregar o controle da TV nas mãos de uma criança pode até ajudar a entretê-la por algum tempo enquanto você faz suas atividades. Mas é preciso ter a consciência de que junto com esta autonomia, você poderá estar dando a uma criança o caminho de escolhas que trarão consequências para o resto da vida. Assim como o mundo virtual, os canais de TV, inclusive os ditos infantis, têm uma agenda LGBTQ+ cada vez mais permanente. Até a Disney acabou se rendendo e apresentando às crianças onl caminho da homossexualidade. A nova série animada da Disney, The Owl House (A Casa da Coruja), tem como personagem principal Luz Noceda, que é bissexual.

A criadora da série de animação, Dana Terrace, revelou que a Disney inicialmente rejeitou a ideia de ter um personagem principal abertamente LGBTQ +, mas ela, que é bissexual, disse que pretendia refletir suas próprias experiências na série para crianças.

"Eu sou bi! Eu quero escrever um personagem bi, caramba! Felizmente, minha teimosia valeu a pena e agora sou muito apoiada pela liderança atual da Disney, tuitou.

A produtora descreve a personagem como uma heroína de 14 anos, que parte em uma jornada para outro mundo para se tornar uma bruxa. Ao longo dos primeiros episódios, Luz mostrou que é atraída por personagens masculinos, mas os dois capítulos mais recentes exibidos nos EUA exploram uma relação com a personagem feminina recorrente Amity. As duas compartilham uma dança juntas.

Esta não é a primeira vez que a Disney inclui um personagem abertamente LGBTQ+ em seus desenhos. Entretanto, eles são geralmente personagens secundários. Notavelmente, no recente filme animado "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica", a personagem Oficial Spector, dublada por Lena Waithe, foi identificada como lésbica. E, em maio, o curta-metragem da Pixar "Out" apresentou um protagonista gay em seu lançamento no Disney+.

"The Owl House” também é exibida no Disney Channel Brasil.