Rússia anuncia registro da primeira vacina contra o coronavírus O presidente Vladimir Putin anunciou hoje (11) que a Rússia é o primeiro país do mundo a registrar uma vacina contra o novo coronavírus. No entanto, a vacina vem sendo questionada por especialistas internacionais. Há suspeitas de que a Rússia tenha pulado etapas para os testes com esta vacina.

A Organização Mundial da Saúde tem uma página na internet onde mostra em que estágio de desenvolvimento estão as pesquisas de vacinas ao redor do mundo. A última atualização dessa informação foi feita em 31 de julho. Nela, consta que a vacina russa estava na fase 1 do processo. Antes de ser aprovada, uma vacina precisa passar por 3 etapas.

No entanto, na última semana, as autoridades russas afirmaram que a proteção foi capaz de criar uma resposta imune nos voluntários que participaram da segunda (e penúltima) fase de testes clínicos.

“Esta manhã, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra o novo coronavírus foi registrada”, disse o presidente da Rússia, Vladimir Putin. “Sei que é bastante eficaz, que proporciona imunidade duradoura”, acrescentou.

O presidente também informou que uma de suas filhas foi vacinada contra a covid-19.

“Uma de minhas filhas foi vacinada, tendo participado da fase de testes. Após a primeira vacinação, ficou com 38 graus de temperatura, no dia seguinte tinha 37 graus e pouco. E é tudo”, afirmou Putin.

Estudos sobre a eficácia desta vacina devem ser publicados já no final deste mês.