Réveillon do Rio: prefeito anuncia momento de silêncio pelas vítimas da Covid-19 O prefeito Marcelo Crivella afirmou, nesta quarta-feira (05), que o Réveillon do Rio trará um momento de silêncio pelas vítimas da covid-19 e em respeito a seus familiares, além de uma grande homenagem aos médicos. Crivella disse ainda que, para evitar o contágio pelo coronavírus, os shows serão espalhados em diferentes pontos — citando exemplos, como Cristo Redentor e outros — de forma que, em grupos menores, o controle seja maior por parte da fiscalização e também nos transportes públicos.

“Apesar da tristeza, da angústia das mais de 7 mil pessoas que nós perdemos nessa pandemia, sendo que cerca de 10% vieram de outras cidades. A ideia é prestar uma grande homenagem a estas pessoas, aos seus familiares, fazer um momento de silêncio em homenagem às vítimas e também fazer uma grande homenagem aos médicos. E depois, para evitar qualquer tipo de contágio em massa, fazer diversas atividades em pontos espalhados da cidade como Cristo Redentor, praias de Botafogo e da Barra, no Aterro do Flamengo, enfim. Espalhar nossos eventos todos para que possamos ter em torno de 2 milhões de pessoas no Réveillon do Rio, mas em locais mais separados, evitando grandes aglomerações no transporte e também na região da praia”, disse o prefeito.

Crivella destacou que a transmissão pela internet será adotada e disse que todos os detalhes estão em debate com a Riotur e o setor de hotéis e serão aprovados pelo comitê científico.