Irmãs separadas durante 50 anos acreditam que encontro foi Duas irmãs perdidas em Nebraska, nos EUA, se reencontraram em uma situação inusitadada. Bev Boro, 53 anos, procurava a irmã mais velha há anos, mas só tinha o sobrenome para continuar.

Então, durante um dia rotineiro de trabalho no centro de reabilitação, ela viu um nome em um quadro branco que chamou sua atenção.

Sua irmã de 73 anos, Doris Crippen, havia acabado de ser internada para recuperação após cair e quebrar o braço. Ela estava lutando contra a Covid-19 por 30 dias, então seu corpo estava fraco e frágil e isso favoreceu a queda.

"Eu disse a ela: seu pai é Wendall Hoffman e ela disse 'esse é o meu pai' '. Apontei para mim mesma sabendo que ela estava com dificuldades para ouvir e disse que ele também era o meu pais ", explicou Boro enquanto segurava a mão da irmã.

"Ela disse: 'Eu sou sua irmã, Bev' e literalmente me levantei da cadeira e comecei a chorar", proclamou Crippen. "É apenas um sentimento feliz. Faz 53 anos desde que a vi quando ela era bebê."

As irmãs dizem que eram cinco irmãos, todos separados e adotados por famílias diferentes há mais de 50 anos.

As irmãs concordaram que se encontrar era inesperado, mas uma doce surpresa.

"Eu perdi a vida dela e ela perdeu a minha, mas nós nos encontramos. Foi a bênção do Senhor que me enviou para cá porque, se não tivesse sido enviada para cá, nunca a teria encontrado ou o resto da família, meus irmãos e irmãs ", concluiu Crippen.