Damares acompanha caso de crianças abusadas por professora A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que vai acompanhar o caso das crianças que foram abusadas por uma professora em Rio Verde de Mato Grosso, a 194 km da capital Campo Grande. Ela afirma que conversou com a delegada que cuida do caso e pretende ir até a cidade.

Damares comenta que o caso é uma prova do aumento do número de abusos contra bebês e crianças.

“Vamos acompanhar especificamente porque tem crianças de dois a cinco anos”, diz.

Segundo a ministra, as denúncias no disque 100 mostram que 80% dos abusos contra crianças acontecem em casa.

“A casa tinha que ser um lugar para proteger, mas virou um lugar perigoso, a igreja e a creche viraram lugares perigosos”.

Para Damares, as pessoas têm que esquecer diferenças ideológicas, partidárias e religiosas e formarem um ‘pacto’ pelas crianças no Brasil.
Abuso

O caso comentado pela ministra Damares Alves aconteceu na última semana na cidade de Rio Verde de Mato Grosso. Uma mulher de 45 anos, é suspeita de abusar de várias crianças em uma creche.

A primeira denúncia contra a professora foi feita por uma menina de apenas 3 anos, que relatou o caso aos pais.

Conforme a Polícia Civil, no dia 6 de junho os pais da vítima procuraram a delegacia para informarem que a filha demonstrou alterações de comportamento e ainda contou que a professora praticou abuso contra ela.

A menina revelou também que outras três coleguinhas da creche eram molestadas rotineiramente pela professora.

A partir das denúncias, a delegada titular do município, Andressa Vieira, orientou os pais das outras vítimas a registrarem boletim de ocorrência.

A menina passou por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal de Coxim, que comprovou a criança foi molestada.

A delegada pediu a prisão temporária da professora, que foi levada para a delegacia após decisão favorável da Justiça. Com a prisão, outros pais procuraram a polícia. Até o momento foram feitas 11 denúncias.