Publicidade

Manifestantes queimam Bíblia e bandeira americana

Manifestantes queimaram uma bandeira americana e uma Bíblia em Portland, Oregon, EUA, provocando indignação no momento em que as manifestações violentas que já duram semanas pareciam estar chegando ao fim.



Por mais de dois meses, manifestantes do movimento Black Lives Matters (Vidas Negras Importam) entraram em conflito com agentes federais da cidade, chamando a atenção mundial, já que as autoridades atacavam os manifestantes com gás lacrimogêneo, que por sua respondiam com armas próprias - como fezes, água sanitária, tijolos ou baterias.



Segundo o jornal New York Post, as manifestações de sexta-feira (31) à noite foram amplamente pacíficas, parecendo marcar uma ruptura com o caos, já que agentes federais fizeram um acordo recente para permitir que as autoridades locais lidem com os protestos.



Mas, de acordo com o periódico, logo após a meia-noite, os manifestantes foram flagrados em vídeo usando a bandeira e o livro sagrado para acender fogueiras acesas do lado de fora do tribunal federal, que tem sido um ponto central de tumultos após a morte de George Floyd sob custódia policial em maio, de acordo com uma notícia.  



Um vídeo no Twitter mostra manifestantes com sinais de “Black Lives Matter” jogando bíblias em uma fogueira. O vídeo, que se tornou viral, teve mais de 1,8 milhão de visualizações e milhares de retweets.



“Agora vamos para a fase de queimar livros", disse Donald Trump Jr. em um tweet no sábado.  "Tenho certeza de que o ANTIFA não representa o que eles dizem.  Talvez apenas remova a parte anti do nome deles e é perfeito ”, escreveu ele.



Mais tarde, membros do Moms United pelo Black Lives Matter (Mães Unidas pelo Vidas Negras Importam) apagaram as chamas com garrafas de água e pisaram nas brasas, de acordo com o KOIN 6, uma emissora local de televisão afiliada da CBS em Portland.