Flordelis não comparece a depoimento de caso que investiga acolhimento ilegal de menor A deputada federal Flordelis (PSD) não compareceu à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Niterói, na Região Metropolitana, onde era esperada para prestar depoimento, nesta segunda-feira (20), sobre as acusações de que teria adotado uma menina de forma irregular.

De acordo com os advogados de defesa da parlamentar, Flordelis tinha outros compromissos e eles vão pedir uma nova data para o depoimento.

A deputada federal é investigada por não apresentar provas da adoção de uma menina de oito anos, atualmente adolescente. No ano passado, ela chegou a prestar esclarecimentos sobre a adoção da filha ao Conselho Tutelar.

O inquérito foi aberto em outubro do ano passado. Não foi divulgada a data para a qual o depoimento será remarcado.

Os pais de adolescente acolhida pela deputada afirmam que nunca permitiram que a filha fosse morar com a parlamentar. Flordelis também é suspeita de irregularidades no acolhimento de outras crianças. Ela é conhecida como mãe de 55 filhos. São pelo menos três casos — dois deles ocorridos há mais de duas décadas —, nos quais a pastora não entrou com processos de adoção na Justiça para regularizar a situação dos então menores de idade.

Em depoimentos prestados à Polícia Civil, os pais de um desses jovens relataram que nunca deram consentimento para que a filha fosse morar com Flordelis e afirmam que a menina havia desaparecido.