Celebração LGBT+ tem xingamentos contra cristãos na Alerj

Nesta sexta-feira (28) um grupo de deputados de esquerda transformou a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro em um grande palco de manifestações, com xingamentos contra cristãos e discursos em tom de ameaça.



Segundo denúncias de parlamentares da bancada evangélica, para comemorar o Dia do Orgulho LGBT+ alguns deputados levaram à Alerj uma criança transexual de apenas 10 anos, acompanhada do pai gay.



“Era visível o constrangimento da criança diante daquela multidão que bradava palavrões contra os defensores do modelo de família estabelecido por Deus”, disse uma funcionária da Alerj que preferiu não ter o nome citado.



A mesma funcionária denuncia que durante o discurso, os defensores dos homossexuais comentaram que “o mundo deveria ser deles”, que “existe feminicídio porque os casamentos heterossexuais estão falidos”, e que "os evangélicos deveriam morrer no fogo".



Ela descreveu o momento como “um inferno”.



Presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Rio de Janeiro, deputado Fabio Silva, disse que já solicitou a gravação do dia do evento e que irá processar os responsáveis pelos xingamentos aos cristãos.



"Realizaram o evento no apagar das luzes, no último dia antes do recesso parlamentar. Depois nós que somos preconceituosos! Estou em contato com os deputados federais cristãos, inclusive o deputado federal Sóstenes Cavalcante, e vamos mover uma ação em conjunto. Isso não vai ficar assim". Afirmou o parlamentar.