Brasil conhece seu adversário na Copa América O Brasil já conhece seu adversário na semifinal da Copa América. O time do técnico Tite vai enfrentar a Argentina, que hoje (28) derrotou a Venezuela por 2-0 no Maracanã, com gols de Lo Celso e Lautaro Martínez.

A semifinal entre Brasil e Argentina será na terça-feira (02) às 21h30 no estádio do Mineirão.

Após a classificação, De Paul, da seleção argentina, afirmou que o Brasil é favorito ao título.

"O Brasil segue como favorito nesta Copa. Mas nós temos a ilusão de fazer uma grande partida", afirmou ele, que destacou as qualidades das equipe dirigida por Lionel Scaloni:

"Nós temos uma ideia bem clara da nossa equipe. Temos que ter cuidado com os grandes jogadores que têm o Brasil e eles têm que ter cuidado com os nossos. Temos três monstros na frente (Messi, Aguero e Martínez)".

Do lado do Brasil a preocupação é com o lateral esquerdo Felipe Luiz, que foi substituído por Alex Sandro na partida de ontem (27) contra o Paraguai.

“Felipe teve um desconforto. Não sei a extensão da lesão, do problema”, contou o técnico Tite para em seguida o caso ser melhor detalhado pelo assessor de imprensa da CBF. “Felipe teve dores musculares no músculo posterior da coxa direita”.

Hoje, o zagueiro Thiago Silva usou as redes sociais para manifestar a sua fé e confiança em Deus.

“Não olhe as circunstâncias. Olhe para o alto, de onde vem o socorro! A Glória é tua”.

Fé a parte, é bom ficar atento à Argentina, sempre um grande adversário para o Brasil. Pela Copa América não há um clássico desses desde a decisão do torneio em 2007, quando o Brasil venceu o time do então estreante Messi por 3-0 e levantou a taça. A Seleção Brasileira também superou o adversário na final de 2004, nos pênaltis. No entanto, ao analisar o histórico do confronto no torneio, os argentinos levam ampla vantagem.

São 14 títulos argentinos contra oito do Brasil. Além disso, em 32 clássicos entre as seleções, os argentinos venceram 15, houve oito empates e a equipe brasileira conquistou somente nove vitórias.