Lumine se apresenta como alternativa à Netflix para famílias cristãs Um novo site de streaming começa a ganhar força durante o período de isolamento social como alternativa a similares como Netflix, Amazon Prime e Globo Play. O Lumine apresenta conteúdos direcionados à família. É a primeira plataforma de vídeo on demand direcionada ao público cristão e/ou conservador. O nome da plataforma, Lumine, é inspirado num dos termos do latim para “luz”.

O Lumine está desde agosto do ano passado na disputa acirrada do streaming no Brasil com palavras-chaves pouco usuais nesses serviços: “moral”, “espiritual”, “religioso”. “Todo nosso catálogo é voltado para essa temática: bons filmes para serem vistos em família, que falam sobre a história da igreja, sobre o cristianismo, que falam sobre cultura e sobre arte”, disse o fundador da plataforma, Matheus Bazzo, ao canal do jornalista Allan dos Santos, o Allan Terça Livre, dono do autodenominado “maior canal conservador de notícias e análises da América Latina”, com 1 milhão de seguidores no YouTube.

A plataforma oferece assinatura mensal (R$ 28), trimestral (R$ 78) e anual (R$ 274). Elas dão acesso a 120 horas de conteúdo, com novos títulos todo mês. Começou apenas com um cardápio de filmes tradicionais, mas logo passou a fazer lançamentos exclusivos, como os documentários Caos e ordem, sobre o psicólogo canadense Jordan Peterson, referência para o público conservador, e O mistério de Padre Pio, sobre o mistério da canonização do santo de Pietrelcina.

O Lumine também aposta em conteúdo próprio, como o documentário A vida de Sara, divulgado por Sara Winter nas redes sociais. Produzido por Bazzo e dirigido por Julia Sondermann, o filme “retrata uma vida complexa de uma mulher que luta para resgatar a normalidade da vida”, de acordo com a sinopse. A conversão de Winter do feminismo para o catolicismo é vista como uma “retomada de consciência” após o “radicalismo ideológico”. Em entrevistas, a própria ativista disse que o filme funcionava como uma “vacina contra a doença do feminismo”.

O acesso ao Lumine é feito através do site www.lumine.tv. O serviço começou em agosto de 2019 e, segundo nota da empresa, “já conta com milhares de famílias na plataforma”. A nota diz ainda que “também se destacam nos conteúdos da plataforma o catálogo kids com desenhos temáticos do cristianismo voltados para o público infantil.”