Placa Mercosul só em 2020 31 de janeiro de 2020 é o novo prazo para implantação obrigatória das novas placas para veículos com o padrão do Mercosul. A mudança foi comunicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) diante da revogação da resolução que previa a obrigatoriedade no dia 30 de junho. Junto com a prorrogação, foram definidas ainda novas regras.

O novo modelo será exigido apenas para veículos novos, os que forem transferidos de município ou em caso de placas furtadas ou danificadas. Até então, a obrigatoriedade da mudança de placa era para todos os veículos transferidos. A resolução foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (28).

“Isso trará menos transtornos para a sociedade, que não precisará arcar com novas despesas, a não ser em casos específicos, conforme decidido pelo Contran”, explicou o ministro substituto da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

Segundo o Contran, até agora apenas sete estados (AM, BA, ES, PR, RJ, RN, RS) adotaram o novo modelo. Os demais agora terão o novo prazo para se adequar. De acordo com o órgão, já existem 2 milhões de veículos circulando com a nova placa.

O órgão também alterou as regras de credenciamento de estampadores e fabricantes com o objetivo de ampliar a concorrência e tentar baixar o preço do novo modelo. No Rio, o custo para o emplacamento é de R$ 193,84. Atualmente são cerca de 1.300 estampadores e 21 fabricantes para atender todo país.