Igreja tem pastora transexual Jaque Chanel é transexual e pastora da Igreja da Comunidade Metropolitana, que fica em São Paulo, e tem como característica a aceitação de fiéis LGBT+ e os incentiva a serem participantes da obra de Deus.

Em entrevista à revista Isto É, a pastora trans explica que a ICM, como é conhecida, é uma igreja evangélica protestante, “caracterizada por seu progressismo humanitário e aceitação irrestrita de fiéis da comunidade LGBTQI e seus amigos e parentes”, explica.

Perguntada sobre a Bíblia condenar o homossexualismo, como na passagem de Levítico 18.22: “Não te deitarás com outro homem como se fosse mulher”, ela cita o trecho bíblico de Romanos 8.1: “Não há nenhuma condenação para os que estão em Jesus Cristo”.

A pastora contou ainda como a comunidade recebe os homossexuais:
“Nossa sexualidade é um dom sagrado de Deus. Daí, recebemos nossos irmãos com o melhor acolhimento e inclusão para toda a comunidade LGBTQI”.

A Igreja da Comunidade Metropolitana foi fundada há 50 anos. Uma das coordenadoras era Sylvia Rivera, uma transexual que contribuiu para o surgimento da ICM em Los Angeles/EUA. A militante e ativista, com foco em direitos humanos, articulou a primeira parada do orgulho LGBT do mundo dentro da igreja. Além de nomear homossexuais para cargos internos, o local realiza união de casais homoafetivos.