Final da Taça Rio tem disputa por transmissão
O Fla-Flu desta quarta-feira (08) tem um ingrediente a mais. Além da tradicional rivalidade dentro de campo, fora dele, a polêmica sobre os direitos de transmissão da final da Taça Rio fizeram o presidente do tricolor desabafar em seu perfil oficial do Instagram. Mário Bittencourt publicou um texto narrando todos os passos sobre a definição de quem pode exibir o jogo, marcado para 21h30, no Maracanã.

Com base na Medida Provisória 984, o Fluminense garantiu o direito de transmitir o confronto após o sorteio que definiu o mando de campo para o tricolor. Contudo, a partir deste sorteio, realizado na última segunda (6), uma série medidas de diversos agentes do futebol carioca colocou em dúvida qual veículo poderia exibir a partida.

Em sua nota, Bittencourt criticou a Ferj, o Procurador do TJD, André Valentim, o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e chamou a entidade que controla o futebol do Rio de Janeiro de “Gatoferj”, comparando a federação a quem furta os sinais de TV.


O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) autorizou, por volta das 17h15 desta quarta-feira, que o Flamengo também tem o direito de transmitir a final da Taça Rio, marcado para esta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. Mesmo com o Fluminense sendo sorteado como mandante, o entendimento foi que ambos os clubes têm o direito a realizarem as próprias transmissões.

Com isso, a decisão será exibida na FlaTV e na FluTV. A assessoria de comunicação do Flamengo indicou que o clube vai transmitir, com imagens. O caminhão de transmissão já estava estacionado no Maracanã antes mesmo da decisão ser publicada.

Flamengo e Fluminense se enfrentam às 21h30. Por ter conquistado a Taça Guanabara e ficado em primeiro na classificação geral, o Rubro-Negro será campeão carioca antecipadamente se vencer.