Publicidade

Empresa desenvolve tecido capaz de eliminar coronavírus A tecnologia desenvolvida por uma startup paulista, mostra que a aplicação de micropartículas de prata em tecidos pode eliminar em até 99,09% de vírus.

De acordo com Luiz Gustavo Pagotto Simões, diretor da Nanox, empresa que desenvolveu essa nova ferramenta tecnológica, eles já fabricam essas micropartículas há mais de dez anos, materiais capazes de eliminar bactérias e fungos. E estudos mostraram que elas também têm ação antiviral.

“Quando começou a pandemia, a gente fez uma parceria com o Instituto de Ciências Biomédicas da USP, para testar isso. Fomos o primeiro grupo no Brasil que isolou o vírus, com os primeiros pacientes que contraíram a Covid-19. Daí submetemos uma série de materiais nosso, e o primeiro foi aplicar esse produto no tecido, e esse produto se mostrou eficiente, diminuindo a ação da Covid -19", explica Luiz Gustavo.

O tecido foi testado com amostras do SARS-CoV-2 cultivadas em laboratório. As análises concluíram que 99,9% dos vestígios do vírus eram eliminados. E se isso acontece em concentrações tão altas, mais eficaz será em amostras mais pequenas, como acontece nos contatos do dia a dia.