Publicidade

Brasileiros estão ouvindo mais música gospel

Vai dar tudo certo! Esta frase que também é o nome do maior sucesso do cantor Valdeci Aguiar, regravado recentemente pela dupla sertaneja Zezé Dicamargo & Luciano traduz o desejo de um planeta inteiro. Ela também pode ser usada para explicar o disparo de consumo da música gospel no rádio e nas plataformas digitais. Em busca de paz e renovação da esperança, mais pessoas passaram a ouvir o estilo musical.



No resultado mais recente do Ipope entre as rádios do Rio de Janeiro, esta opção do público fica explícita diante da subida da Rádio Melodia no ranking das mais ouvidas. A rádio se consolidou no primeiro lugar entre as 26 emissoras do Rio, se mantendo também como a mais ouvida do país. A direção da rádio observou ainda um maior acesso ao aplicativo Melodia FM.



De acordo com dados da Deezer, a plataforma teve um aumento no consumo de músicas religiosas ou de superação, a exemplo de "Girassol" de Priscilla Alcantara ft. Windersson Nunes, que é uma das mais compartilhadas no Instagram Brasil.

Analisando a maior playlist Gospel da plataforma, a 'Top 50 Gospel', no período de dezembro a maio, ela teve um crescimento significativo, principalmente nos meses de abril e maio, quando o Brasil começou a sentir os efeitos da pandemia de forma mais intensa. Números que superaram dezembro, que costuma ser um mês de destaque por causa do Natal.

O grupo Casa Worship, possui a música "A Casa É Sua" em primeiro lugar na playlist 'Top 50 Gospel', música que também é cantada por Padre Marcelo e hoje, possui mais de 144 milhões de views no YouTube.

Olhando o Charts, em Abril, o cantor Fernandinho cresceu 7 posições e se manteve no Top 100 dos artistas com maiores streams no Brasil (67º lugar).

A Playlist "Top 50 Gospel" ficou entre as top 10 playlists mais ouvidas (7º lugar) também subindo em relação ao mês de março. A playlist "Nas Igrejas" cresceu 13 posições de Março pra Abril.

Recentemente, uma pesquisa global da Deezer revelou que as pessoas usam música para lidar com o confinamento. Mais da metade dos brasileiros entrevistados (51%) estão ouvindo mais músicas do que antes do isolamento. Quatro a cada cinco entrevistados justificam que é para melhorar o humor, e mais de um terço (34%) ouvem as canções justamente para não se sentirem sozinhos e enfrentarem melhor a solidão.

Castigados pelo bombardeio de notícias negativas, o brasileiro parece estar decidido a enfrentar o isolamento social apegado à fé, se considerarmos esse aumento da popularidade da música gospel.