Publicidade

Prefeito do Rio agradece rejeição de impeachment

Por 35 votos a 13, a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro rejeitou o processo de impeachment do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, baseado em denúncia de infração político-administrativa, protocolada pelo servidor Fernando Lyra Reis. Houve uma abstenção.



Em sessão na tarde desta terça-feira (25), os vereadores votaram a denúncia em três partes e, em cada uma, o placar foi o mesmo ao tratarem de irregularidades na renovação de contratos para exploração de publicidade no mobiliário urbano com a extensão dos prazos, na falta de decoro do prefeito e na assinatura de decretos fora da sua competência.



O prefeito Marcelo Crivella disse que a vitória nesta terça o deixou "mais confiante e empolgado para trabalhar pela cidade”. Ele destacou a importância dos partidos, tanto da oposição quanto dos que o apoiam por pensarem no Rio de Janeiro e propôs uma aliança política.



“Gostaria muito de convidar a todos, oposição e situação, para esquecermos paixões políticas e pensarmos na cidade do Rio de Janeiro. Cidade que viveu o pior processo de corrupção no país. O Rio de Janeiro precisa se erguer, sair desta crise e se reafirmar como a ex-capital do Brasil e como uma cidade culta, poderosa, mas também justa e humana. Para isso, é preciso uma aliança política”, disse o prefeito após a divulgação do resultado na Câmara.



Depois da votação que o livrou do impeachment, o prefeito divulgou um vídeo em suas redes sociais agradecendo a Deus pela absolvição e aos vereadores que "entenderam o estado de crise no qual assumi a prefeitura", disse no vídeo.