Brasil ganha a maior iniciativa de distribuição de alimentos da América Latina Fazer com que alimentos e produtos de higiene e limpeza cheguem à casa de milhões de brasileiros atingidos pela pobreza e, agora, pelas medidas de contenção ao contágio por Covid-19, nas mais distantes localidades, é o desafio da ação "Unidos pela Solidariedade". A parceria firmada entre o programa Mesa Brasil Sesc e a ONG Ação da Cidadania, representa a maior iniciativa de distribuição de alimentos da América Latina e tem como objetivo fortalecer a rede solidariedade que se forma no país em enfrentamento ao novo coronavírus.

O convênio visa potencializar o trabalho já desenvolvido pelas duas instituições na coleta de alimentos, captação de recursos, armazenamento e a logística de distribuição, beneficiando diretamente a população mais vulnerável e/ou que vive regiões isoladas do país.

''Trabalhar em parceria já é parte da forma de atuação do Sesc. Desde 1994, o programa Mesa Brasil vem unindo parceiros e formando esta grande mobilização solidária, que se fortalece agora com o apoio e experiência da Ação da Cidadania. Juntos, conseguiremos ampliar esta rede de solidariedade tão importante neste momento de crise. Temos certeza que, passado este período, sairemos todos fortalecidos e conscientes da necessidade de trabalharmos juntos sempre em prol de uma sociedade mais justa e igual'', diz o diretor-geral do Departamento Nacional do Sesc, Carlos Artexes.

"O que estamos vivenciando neste momento é algo que nunca vimos antes em termos de pobreza e insegurança alimentar. É um tsunami. Só há um jeito de conseguirmos vencer o desafio que está posto para todo o mundo, unir forças. Somente juntos venceremos. Esta parceria, entre as duas maiores instituições brasileiras que atuam na questão da segurança alimentar, é um exemplo para a sociedade e uma honra para nós da Ação da Cidadania. Cada prato de comida a mais que esta parceria viabiliza, será uma potencial vida salva, e se só uma vida a mais for salva, já valeu a pena." diz Kiko Afonso, Diretor Executivo da Ação da Cidadania.

Hoje, no país, mais de 50 milhões de pessoas vivem com menos de R$ 400 por mês. A situação é ainda mais grave por conta das restrições decorrentes da pandemia do novo coronavírus, que impacta a atividade econômica, produzindo mais desempregados e colocando milhares de família em situação de risco pela falta de alimentos. Estimativas recentes do Banco Mundial indicam que, mesmo antes da Covid-19, até 5 milhões de brasileiros poderiam entrar na faixa de extrema pobreza, situação em que já se encontram cerca de 15,2 milhões de pessoas, segundo a Síntese dos Indicadores do IBGE/2018.Somam-se a eles, em potencial de risco de insegurança alimentar eminente, dezenas de milhões de trabalhadores informais (hoje mais de 40 milhões) que do dia para a noite perderam sua renda e que não possuem crédito ou poupança.

Operacionalidade
Com a criação desta imensa rede de distribuição e arrecadação, as duas entidades trabalharão em conjunto, para dar complementariedade uma a outra nas suas operações.
O Mesa Brasil vai apoiar com a logística de seus centros de recepção e distribuição espalhados por todo o território nacional, possibilitando que os alimentos e produtos de higiene e limpeza cheguem a localidades mais distantes. Além disso, as cestas básicas adquiridas por meio das doações que chegam a Ação da Cidadania poderão ser complementadas com produtos arrecadados junto aos parceiros do Mesa Brasil regionalmente, como hortifrutigranjeiros, pescado e laticínios, entre outros, representando maior valor nutricional para os assistidos.

De outro lado a Ação da Cidadania vai operar com toda a sua expertise e rede assistencial para colher doações, transformando os recursos arrecadados desta parceria em cestas básicas, fundamentais para a subsistência das famílias neste momento de pandemia, e ajudando a operacionalizar as entregas com sua imensa rede de entidades locais espalhadas por todo o país.

Também, para maximizar este esforço de captação de recursos financeiros, a ONG terá acesso ao cadastro de entidades que operam com o Mesa Brasil Sesc, que utilizará os seus canais de comunicação para ampliar a visibilidade e o engajamento à campanha.