Publicidade

Pedrão conversa com Bial A participação do pastor Pedrão, da Comunidade Batista do Rio e colunista do Melodia News, no programa “Conversa com Bial”, da TV Globo, irá ao ar nesta terça para quarta-feira (26), à meia-noite. No dia 15, o pastor havia falado em suas redes sociais sobre a gravação nos estúdios da emissora, em São Paulo/SP. Na ocasião, ele se comprometeu em avisar aos seus seguidores sobre quando a atração iria ao ar.

“A conversa com Bial acontecerá nesta terça. Foram 45 minutos de bate-papo comigo e com o padre Juarez, de São Paulo”, revelou Pedrão.

O pastor conta que falou sobre de tudo um pouco. O jornalista quis saber sobre sua vida, o que Pedrão fazia antes, o sequestro sofrido, sua participação no reality show “No Limite”.

“Ele abordou também alguns aspectos sobre o casamento entre o deputado federal Eduardo Bolsonaro e a psicóloga Heloísa Wolf, que tive a honra de celebrar recentemente”, diz.

Pedrão foi questionado até sobre o prendedor de gravata em forma de pistola do filho do presidente Jair Bolsonaro.

“Eu disse que o Eduardo era policial federal, então aquilo simbolizava uma ferramenta de trabalho dele e também uma bandeira defendida pelo pai”, contou o pastor.

Pedrão teve também a oportunidade de falar sobre a questão do armamento. Dizendo que, apesar de não ser a favor do uso de armas, defende o direito da população de poder ter ou não uma arma.

Ignorando que o voto é secreto, Bial também perguntou se Pedrão votou em Bolsonaro. O pastor da CB Rio também falou de família e igreja, claro.

“Foi um papo muito bom. Uma chance ótima de pregar o Evangelho e mostrar que nem todo pastor é chato ou careta”, comenta.

Uma pessoa da plateia chegou a dizer para Bial que não gostava de pastor, porque pastor era chato.

“Acho que talvez eu tenha conseguido quebrar um pouco essa imagem de que Pastor é chato”, revela.

Pedro Bial também fez perguntas comuns ao pastor e ao padre, abordando temas como homossexualismo, aborto e também maconha.

“É bom que a galera veja o programa e confira como foi essa conversa com o Bial”, conclui.