Saiba como se proteger do coronavírus durante cultos presenciais No Distrito Federal e no Rio de Janeiro os cultos religiosos presenciais já podem ser realizados, após quase 3 meses suspensos por contas das regras de isolamento social necessárias no enfrentamento ao coronavírus. No entanto, a pandemia ainda não passou e o Brasil vive o pior momento do surto até então. Por isso a retomada segue protocolo científico, com várias restrições. Mas é preciso ter em mete que a pessoa mais confiável para cuidar de você é você mesmo.

Nos Estados Unidos, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) divulgou orientações importantes para os religiosos que desejam participar presencialmente de suas comunidades de fé. Veja as principais:


1) Práticas de higiene saudáveis
Manter a higiene das mãos: lavando-as com água e sabão por pelo menos 20 segundos; Ao sair de casa, levar um suprimento de álcool em gel para desinfetar as mãos; Manter distância de latas de lixo; Usar adequadamente as máscaras de proteção.

2)  Distanciamento social
Procure respeitar as indicações de distanciamento, como a fita adesiva no chão ou as passarelas e placas nas paredes; Garantir espaço de, no mínimo, 1,5 metro entre as pessoas.

3) Não compartilhar materiais de adoração e outros itens
Evitar, temporariamente, o compartilhamento de objetos tocados com frequência, como utensílios de adoração, tapetes de oração, livros de oração, hinários, textos religiosos e outros boletins, livros ou outros itens passados ou compartilhados; Se possível, o fiel deve levar os seus próprios itens ou fotocopiar orações, músicas e textos usando meios eletrônicos; Evitar o contato físico, em ações como apertar as mãos, abraçar ou beijar.